Queremos a sua opinião! Deixe o seu comentário.

O que Richard Branson pensa sobre o varejo

20/1/2017

O CEO da Virgin Group esteve presente na NRF 2017 e disparou a sua visão sobre o setor: "é bizarro não termos mais mulheres no comando do varejo"

 

Esquisito e controverso para muitos, o CEO do Virgin Group, que controla mais de 400 empresas, entre elas a Virgin Megastore, é uma unanimidade quando o assunto é negócios. E ele foi uma das grandes estrelas do Retail’s Big Show, o maior congresso de varejo do mundo, organizado pela NRF (National Retail Federation), que terminou nesta terça (17).

 

Ao lado do co-fundador e Chairman da The Container Store, Kip Tindell, Branson disparou sua visão sobre o varejo. Ele conta a transformação que teve de fazer na Virgin Megastore, varejo de eletrônicos, quando a Apple colocou o iPod no mercado e a distribuição de música sofreu severas mudanças.

 

“Pensamos, bom, não precisamos nos manter como varejistas. Olhamos quais produtos estavam sendo vendidos nas nossas lojas e este foi nos primeiros momentos dos celulares. Então, decidimos criar uma empresa de celulares. E pensamos o mesmo para vídeo games”, conta.

 

Segundo o executivo, esses negócios se tornaram maiores que o inicial. “Sei que é fácil dizer isso, mas acho que as pessoas que comandam redes varejistas não deviam pensar nelas como sendo varejistas para sempre”, afirmou. “Eles precisam ser empreendedores”.

 

Outro ponto debatido com Branson foi a presença das mulheres no varejo. Para o executivo, as políticas de cotas para aumentar a presença das mulheres em cargos executivos são mandatórias agora. “Se não for forçado legalmente, teremos duas ou três gerações com problemas de paridade”, conta.

 

Na Virgin, diz, as mulheres são tão boas quanto os homens. “Mulheres compreendem seus consumidores melhor que os homens. É bizarro não termos mais mulheres comandando empresas de varejo”.

 

Quando o tema é problemas, o executivo é categórico: “os resolva rápido”, diz. “Este é o motivo que faz com que pequenos restaurantes, que têm os donos presentes, são melhores que as grandes redes”. O segredo, conta, é comandar grandes empresas como se comanda uma pequena.

 

A visão de grandes lideranças também é pauta do principal evento de varejo do País, o BR Week – Brazilian Retail Week, que, neste ano, tem como tema central “A hora da virada: o varejo na era da experiência”. O evento acontece em São Paulo, entre os dias 26 e 29 de junho, e as inscrições já estão abertas.

 

Fonte: NOVAREJO

Please reload

Posts Em Destaque

Pandemia exige dos empresários adaptação às regras de higiene e segurança e ainda sinaliza futuro incerto

A Associação Gaúcha para Desenvolvimento do V...

Reabertura do varejo gaúcho aponta manutenção de canais digitais como alternativa de vendas e possível redução no quadro de colaboradores

1/6/2020

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo