Queremos a sua opinião! Deixe o seu comentário.

Frete grátis precisa amadurecer no varejo digital

20/4/2017

 

A oferta de Frete Grátis para as compras online vem diminuindo ano após ano desde 2012. Em 2013, 59% das compras online eram feitas com frete grátis, segundo dados do 34º WebShoppers, apresentado pela Ebit. Em 2015, esse número caiu para 40% e, em 2016, atingiu o menor patamar dos últimos anos, caindo para 39%. Em entrevista exclusiva ao jornal Giro News, Ricardo Bove, diretor geral do portal Busca Descontos, revela que não oferecer mais o frete grátis sempre é uma transição natural do e-commerce. “Antes, o momento era de consolidação, por isso as empresas ofereciam o frete grátis, para conquistar clientes. Agora, o período é de maturidade. Lá fora, as empresas não utilizam mais o frete grátis todos os dias, mas aproveitam para ocasiões especiais.”, explica.

 

Estratégia de Venda
O Frete Grátis no comércio eletrônico já foi muito utilizado como estratégia para atrair novos clientes. Entretanto, esse cenário se modificou, principalmente, a partir de 2015, devido à crise econômica, quando os lojistas tiveram que começar a pensar mais na rentabilidade. Hoje, o custo do frete varia entre 10 e 15% do valor da compra, em média. “O custo do frete, tirando o valor do próprio produto, tem o maior custo de uma venda para o e-commerce. Ou seja, não é rentável para as empresas oferecer o frete grátis”, afirma Bove. Segundo ele, o benefício deve ser utilizado sim como uma estratégia de venda, mas precisa ser uma exceção e não uma regra. “Recentemente, as empresas começaram a apostar no relacionamento com o consumidor, com os clubes de assinatura. Ou seja, você entende cada vez melhor o seu consumidor e seus desejos para atendê-lo cada vez melhor, com ofertas especiais ou cupons de desconto para incentivar uma segunda compra”, conta.

 

Dia do Frete Grátis
Segundo Ricardo, o Dia do Frete Grátis, promovido pelo Busca Descontos e inspirado no Free Shipping Day, evento tradicional nos Estados Unidos, tem como objetivo conscientizar o consumidor que o frete grátis não é um direito e sim um benefício. “A última edição foi em 2014 e este ano estamos relançando o evento. A nossa expectativa é que este ano o Dia do Frete Grátis gere um incremento de vendas em torno de 20% e gerando um faturamento superior no dia a mais de R$ 180 milhões”, conta. A última edição foi realizada em 2014. O Dia do Frete Grátis acontece dia 28 de abril, com 24 horas de ofertas especiais de diversas lojas do e-commerce.

 

Amadurecimento do E-commerce
De acordo com o executivo, as categorias que devem ser destaque na edição do Dia do Frete Grátis este ano são: 1º Eletrodomésticos; 2º Telefonia/Celulares; 3º Eletrônicos; 4º Informática e 5º Casa e Decoração. “Este ano, o e-commerce deve crescer em torno de 10% devido à quantidade de novos compradores e a maturidade do segmento”, explica. Segundo ele, a diminuição do frete grátis irá impactar pouco as vendas do setor. “É tudo uma questão de amadurecimento e adequação, em um curto prazo, a queda do frete grátis pode afetar um pouco o crescimento do e-commerce, porém, vai continuar em expansão e em um médio ou longo prazo vai chegar ao seu amadurecimento”, conclui.

 

Fonte: SBVC

Please reload

Posts Em Destaque

Presentes de R$ 50 foi opção da maioria dos consumidores

11/5/2020

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo