Queremos a sua opinião! Deixe o seu comentário.

3 fatores que devem desenhar o varejo do futuro

24/5/2017

 

A cena é clássica: enquanto está na loja, o consumidor está com o celular na mão. Pesquisando preços? Buscando o produto concorrente? Pode ser. Pode, também, estar postando nas redes sociais ou ainda conversando com um amigo pelo chat. O fato é que ele está conectado e, por conta disso, muito bem informado. Como, então, lidar com este consumidor conectado?

 

O estudo “Comprando com emoção”, realizado pela britânica Retail Week Reports, em parceria com a agência Mood Media, permite, então, chegar a algumas conclusões. A ideia inicial era avaliar o papel das lojas físicas neste mundo conectado. Para isso, entrevistaram consumidores e varejistas.

 

A pesquisa também concluiu que o ambiente da loja faz toda a diferença para os consumidores, bem como o atendimento, os recursos humanos. Especialmente para os Millennials. A juventude também ganhou um recorte próprio do estudo.

Varejo do futuro

 

Então, a partir de tudo isso, quais são as conclusões? O que espera os varejistas no futuro?

 

1. Online e offline sem entraves
Aqueles que conseguirem juntar as duas coisas, seja com promoções, com modalidades de negócios conjunta, é que terão sucesso. Uma variedade que os britânicos gostam muito é o click and collect. O consumidor compra e paga online e retira na loja. É uma ótima maneira de trazer movimento à loja (e vale apostar na experiência e na ambientação para atrair de volta este consumidor) e de se evitar pontos negativos (fila de espera, não ter produto no estoque).

 

2. Atmosfera amigável
Sim, os sons, as imagens e os cheiros das lojas fazem toda a diferença. Mas esse não é um papel só dos diretores de marketing e designers. Aqueles que estão no dia a dia da loja, vendedores e gerentes, também fazem parte desse processo. Até porque o fator humano também faz diferença, o staff ajuda a entregar excelência na experiência de compra.

 

3. Inovação
As novas tecnologias estão sempre criando novos jeitos de melhorar a experiência de loja e tornar a visita inesquecível. Dá, por exemplo, para simular um desfile de moda com realidade virtual, dá para usar a tecnologia para eliminar ruídos na compra (como a fia do pagamento).

 

Fonte: NOVAREJO

Please reload

Posts Em Destaque

Vemos com muita tristeza os efeitos da interrupção das atividades do varejo nas regiões com bandeira vermelha. É importante que a sociedade entenda o...

A bandeira vermelha e o impacto no varejo gaúcho

24/6/2020

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo