Queremos a sua opinião! Deixe o seu comentário.

Segundo dados, varejo tem crescimento de 6,4% em um ano


Essa é a maior alta verificada desde o mês de abril de 2014. Foto: Creative Commons.

As vendas no varejo apresentaram um crescimento de 6,4% em setembro de 2017, na comparação com o resultado que foi obtido no mesmo mês do ano de 2016. Essa é a maior alta verificada desde o mês de abril de 2014, graças ao impulso pelo qual o setor de supermercados passou, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Ao comparar os resultados do mês de setembro com os que foram obtidos no mês de agosto, o avanço do varejo foi de 0,5%. Na opinião de Isabella Nunes, gerente da Coordenação de Serviços e Comércio do IBGE, pôde ser percebida uma aceleração no ritmo de vendas desse mês, seja qual for o corte temporal analisado para a observação.

Principalmente em setembro, o desempenho dos itens de supermercado apresentou uma deflação de 5,3% em um período de 1 ano, ao passo que a inflação geral está em 2,5%. Isso fez com que o resultado fosse o mais favorável desde o mês de abril de 2014, em que o desempenho do comércio estava em 6,7%.

Crescimento em demais setores

Ao comparar com o mês de setembro de 2016, outros setores também contribuíram para o aumento dos índices do varejo, como o de móveis e eletrodomésticos, que cresceu 16,6% e registrou a maior alta desde o mês de março de 2012.

Mesmo com um aumento mais alto do que o dos supermercados, o setor de móveis não foi mais influente, já que seu peso é menor no cálculo da taxa do varejo.

Outros setores que também cresceram foram os de artigos domésticos e de uso pessoal (10,8%), calçados, vestuário e tecidos (11,7%) e artigos cosméticos, ortopédicos, farmacêuticos, médicos e de perfumaria (8,3%).

Em contrapartida, alguns setores apresentaram queda, como os de combustíveis e lubrificantes (-4,1%), livros, revistas, jornais e papelaria (-6,4%) e equipamentos e material para escritório, comunicação e informática (-3%).

Na análise de 12 meses, a queda acumulada do comércio foi de 0,6%. De acordo com Isabella, mesmo com os resultados positivos obtidos em setembro, ainda não houve tempo suficiente para reverter todo o prejuízo passado. A operação do varejo está com um ritmo 8,5% abaixo do patamar mais alto que já se viu, registrado em novembro de 2014.

No comércio ampliado, que leva em consideração mais segmentos do varejo, o avanço das vendas foi de 1%, em comparação com agosto, e de 9,3%, em relação a setembro de 2016. A principal contribuição para esse setor foi vista nas vendas de veículos, motos, peças e partes, cujo crescimento foi de 10,8% em comparação com setembro de 2016.

Crescimento do varejo em todo o Brasil

O aumento dos índices do varejo pôde ser visto na maior parte dos estados do Brasil. Os que apresentaram os melhores resultados foram Mato Grosso (18,1%), Acre (17,3%) e Rondônia (16,7%). Em contrapartida, os piores resultados ficaram com os estados de Goiás (-7,2%), Roraima (-4,5%) e Distrito Federal (-3,1%).

A alta do setor de móveis demonstra o interesse que os clientes apresentam por esse tipo de produto, como puffs, que deixam o ambiente mais moderno e charmoso, e capas para almofadas, que auxiliam na mudança da decoração de forma bem simples e prática. Tais itens podem ser adquiridos na Mavi Casa, uma loja virtual com opções de excelente qualidade, perfeitas para todos os gostos.

Fonte: Exame.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
Venha nos Visitar

Rua Senhor dos Passos, 235 / 4º andar

Bairro Centro

Porto Alegre - RS - Brasil

Tel (51) 3017.8241

Cel (51)99860.0686

  • Grey Facebook Icon
  • Instagram Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Blogger - Grey Circle