Queremos a sua opinião! Deixe o seu comentário.

AGV realiza pesquisa inédita com empresários gaúchos

30/4/2020

Férias coletivas, demissões e atrasos de pagamentos são maioria entre os lojistas gaúchos

 

 

A Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo (AGV) realizou uma pesquisa inédita no Estado para identificar o impacto da pandemia no comércio do Rio Grande do Sul, que contou com a participação de 250 empresários. Com a permissão da reabertura do varejo em diferentes regiões e a continuidade da restrição na Capital e na Região Metropolitana, o levantamento abordou questões sobre funcionalidade dos serviços, mudanças nas equipes, prejuízos e perspectivas para superar a crise. 

 

O presidente da entidade, Sérgio Galbinski, destacou a importância dos cuidados de higiene - mesmo que para algumas lojas seja mais complicado de adaptar - e salienta que a proposta de distanciamento controlado, anunciada pelo governador Eduardo Leite, é positiva para retomada da economia. "Será lenta, mas gradual. Acreditamos que num futuro não muito distante estaremos mais próximos da normalidade. Infelizmente, afetou vários setores da economia e o varejo foi, no nosso entendimento, um dos maiores prejudicados. Estamos ainda buscando alternativas de sugestões para varejistas de vestuário e calçados, setor onde os clientes não poderão experimentar os produtos", completou. A AGV compõe o Conselho do Comitê de Crise do coronavírus do RS. 

 

Confira abaixo o resultado do levantamento:

 

Sua loja já está aberta?

Sim - 66,7%

Não - 33,3

 

Qual o tamanho do seu negócio?

Até 5 funcionários - 52,8%

Entre 5 e 10 funcionários - 17,6%

De 10 a 15 funcionários - 9,6%

 

Qual o segmento?

Vestuário/calçados - 29,9%

Serviços - 23,2%

Eletrônicos - 2,9%

 

Precisou tomar alguma medida com os funcionários nesta pandemia? Se sim, qual?

Férias coletivas - 43,7%

Suspensão do contrato de trabalho - 29%

Redução da jornada de trabalho com redução de salário - 21,4%

Redução da jornada de trabalho sem redução de salário - 19,7%

Home office - 17,2%

 

Vai precisar ou já precisou demitir?

Sim - 40,8%

Talvez - 30%

Não - 29,2%

 

A empresa é sua única fonte de renda?

Sim - 84,4%

Não - 15,6%

 

Você está em atraso nos pagamentos?

Impostos - 41,2%

Fornecedores - 38%

Duplicatas - 34,4%

Não estou em atraso - 30%

Aluguel - 25,2%

Todas as opções de atraso - 9,2%

Salários - 8,8%

 

Em período normal, sua loja gera aglomeração de clientes?

Sim - 71,6%

Não - 28,4%

 

Qual sua expectativa de vendas para a próxima semana comparado a sua venda normal?

-50% - para 43,7%

0 - para 15,8%

-30% - para 14,6%

-40% - para 8,9%

 

Poderia operar com um cliente para cada vendedor?

Sim - 79,6%

Não - 11,6%

Talvez - 8,8%

 

Quantos m2 tem o seu negócio?

Mais de 100m2 - 36,4%

Até 50m2 - 18,8%

Mais de 70m2 - 14%

Até 70 m2 - 13,2%

Até 30m2 - 10,4%

 

Se sua loja é de vestuário/calçados, qual será o impacto nas suas vendas da portaria que impede experimentar roupas e calçados na loja?

-50% - para 49,1%

0 - para 22,6%

-40% - para 10,4%

-20% - para 8,5%

 

Sua empresa é familiar? Se sim:

Trabalhamos junto com outros familiares - 42,5%

Tomamos decisões conjuntas - 36,6%

Vem de geração para geração - 25,3%

Há uma hierarquia de tomada de decisões - 15,1%

 

Quem - da sua família - trabalha na sua empresa?

Esposa (o) - 50,5%

Filho (s) - 34,5%

Irmã (o) - 21,6%

Mãe/pai - 17,5%

Sobrinhos - 8,2%

Primos - 6,7%

 

Tem receio que você ou familiar ou colaborador se contamine, mesmo com cuidados?

Sim - 53,8%

Não - 46,2%

Please reload

Posts Em Destaque

Vemos com muita tristeza os efeitos da interrupção das atividades do varejo nas regiões com bandeira vermelha. É importante que a sociedade entenda o...

A bandeira vermelha e o impacto no varejo gaúcho

24/6/2020

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo