AGV pede revisão da política de ICMS prevista no pacote do RS

A opinião é do presidente eleito da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo (AGV), Ricardo Diedrich. É fundamental para a economia de nosso estado que a Assembleia Legislativa aprove o pacote de Recuperação Fiscal proposto pelo governador José Ivo Sartori. Porém, é importante também rever as decisões sobre o continuado aumento do ICMS, conforme proposto no texto original. A opinião é do presidente eleito da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo (AGV), Ricardo Diedrich, seguindo os princípios, a ideologia, bem como seu estatuto: “é necessário que pensemos também em outros mecanismos destinados à recuperação dos cofres públicos do Estado fora da oneração através da carga de

Novas tendências que prometem agitar o varejo eletrônico em 2018

Mesmo com a crise nacional, o mercado nacional movimentou R$ 59,9 bi, crescimento de 12% em comparação com 2016. Foto: Creative Commons. O ano de 2018 chegou e trouxe junto diversas novidades para a economia nacional, principalmente no e-commerce. Apesar dos pesares, 2017 foi um ano que pode ser considerado bom para o setor. Mesmo com a crise nacional, o mercado nacional movimentou R$ 59,9 bi, apresentando um crescimento de 12% em comparação com 2016. Para esse ano, segundo estimativas da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), a projeção é de alta de 15%, com R$ 69 bi transacionados. O e-commerce tem passado cada vez mais confiança para aos consumidores, que estão comprando c

Quatro ações para preparar o ambiente de trabalho para a transformação digital

Investimentos em I.A. e Machine Learning podem aumentar a receita em 38% nos próximos cinco anos. Foto: Shutterstock. A transformação digital é realidade nas empresas de qualquer setor. Embora a estratégia e o mindset para essa transformação deva partir da liderança da companhia, a força de trabalho também devem acompanhar essa transformação. Para tanto, é preciso agir para que o quadro de funcionários também esteja preparado para a inserção de tecnologias disruptivas no espaço de trabalho. Para ajudar a liderança nessa tarefa, a Accenture fez estudo e identificou quatro ações para ajudar as empresas a redesenhar a força de trabalho. A pesquisa identificou uma preocupação grande das empresas

7 tecnologias no varejo para você ficar de olho

O uso de tecnologias no varejo é um grande investimento para oferecer uma compra prazerosa. Foto: Shutterstock. A experiência de compra no Brasil e no mundo tem evoluído de diferentes formas, o que não é muito surpreendente. Aliás, a tecnologia está cada vez mais recorrente na nossa vida pessoal e profissional. Logo, as empresas devem acompanhar essas inovações para se manterem atrativas no mercado. Os avanços na tecnologia são facilitadores na comunicação com clientes, além de tornar as atividades mais produtivas e facilitadas no trabalho. O varejo, nos últimos dez anos, teve a possibilidade de levar para os seus negócios ferramentas inovadoras que otimizam os processos, melhoram o relacio

Varejistas que não usarem notas fiscais eletrônicas podem ser suspensos

Desde o dia 1º de janeiro de 2018, os varejistas de seis estados brasileiros passaram a ser obrigados a aposentar as antigas notas fiscais impressas. Foto: Divulgação. Sabe o cupom fiscal que você recebe quando vai a um estabelecimento comercial fazer suas compras? Ele vai se tornar eletrônico, assim como as notas fiscais que a gente recebe por email quando faz alguma compra pela internet. Em alguns estados do país, a mudança se tornou obrigatória e já está em vigor. Desde o dia 1º de janeiro de 2018, os varejistas de seis estados brasileiros passaram a ser obrigados a aposentar as antigas notas fiscais impressas. Elas devem ser substituídas pela Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica, ou NFC-

As 20 tecnologias de varejo mais promissoras para 2018

Em análise, revista definiu 20 tecnologias que o varejo deve se atentar ao longo deste ano. Foto: Shutterstock. A brasileira VTEX, tecnologia de nuvem que constrói experiência personalizada no varejo eletrônico, foi considerada uma das ferramentas mais promissoras do mundo para essa indústria pela revista especializada CIOReview. A revista fez uma análise global para definir 20 tecnologias para as quais o varejo deve se atentar ao longo deste ano. Foram consideradas novidades que partem do uso de inteligência artificial, realidade virtual, análise de dados, robótica, internet das coisas e realidade aumentada para facilitar o ganho de lealdade dos clientes e otimizar a cadeia operacional. Con

Brasileiros acreditam que inflação ficará em 5,4% nos próximos 12 meses

Em relação a janeiro de 2017, a inflação recuou 2,5 pontos percentuais. Foto: Marcello Cassal/AgênciaBrasil. A expectativa mediana dos consumidores brasileiros para a inflação nos 12 meses seguintes ficou em 5,4%, de acordo com levantamento feito neste mês pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). A taxa é inferior ao 5,8% de dezembro de 2017 e é o menor resultado desde setembro de 2017 (5,2%). Em relação a janeiro de 2017, houve recuo de 2,5 pontos percentuais, já que, naquele período, a taxa havia ficado em 7,9%. De acordo com a FGV, a contínua queda da expectativa de inflação dos consumidores reflete de certa forma a divulgação da inflação de 2017 segundo a inflação oficial, o IPCA, que está em

5 tendências que vão mudar o jeito que você faz compras

Mais do que o Omnichanel, que prega integrar o físico e o digital, o varejo começa a ser híbrido e fluido. Foto: Maurício Queiroz/ Divulgação. Aconteceu em Nova York, na semana passada, a NRF Retail’s Big Show 2018, evento com foco em varejo, que reúne participantes de todo o mundo em busca de qual será o direcionamento do mercado para os próximos anos. Em meio a um mar de informações, de diferentes setores e de diferentes posicionamentos (creio que este ano resolvemos a questão online/offline), aponto aqui a essência das tendências que apareceram na feira e irão nortear as decisões do mercado nos próximos anos. Compartilhado e social O compartilhamento que vemos na mobilidade, no trabalho e

Loja do futuro da Amazon será aberta na segunda-feira

A unidade, similar a uma loja de conveniência, abriu as portas para funcionários da Amazon em 2016. Foto: Mike Segar/Reuters A Amazon abrirá sua loja de conveniências sem caixa registradora na segunda-feira, após mais de um ano de testes, disse a empresa, avançando em um experimento que pode alterar dramaticamente o varejo físico. A loja sediada em Seattle, conhecida como Amazon Go, confia em câmeras e sensores para acompanhar o que os clientes retiram das prateleiras e o que devolvem. As caixas registradoras e filas de pagamento se tornam supérfluas – os clientes são cobrados após deixarem a loja usando o cartão de crédito registrado. Para as lojas, a abertura da unidade anuncia outra poten

O novo varejo

O desafio do novo varejo consiste em estar presente na vida do cliente, ser útil e conveniente. Foto: Shutterstock Em tempos onde o smartphone é uma extensão do próprio corpo, o consumidor mudou o hábito de consumo e criou um novo modelo de varejo. Estudo recente do gigante Google aponta o conceito de micromomentos como sendo a base para conversão e consequentemente do sucesso. O desafio do novo varejo consiste em estar presente na vida do cliente, ser útil e conveniente, ao mesmo tempo, conhecer as suas necessidades e particularidades. Ou seja, conhecê-lo de perto e conhecimento é poder! Para oferecer os melhores produtos e serviços e atender às expectativas dos clientes é necessário conhec

Como varejistas estão aumentando suas vendas com novas opções de entrega

Opções de entrega é uma das melhores maneiras para impulsionar as vendas. Foto: Pixabay. Você alguma vez já desistiu de realizar uma compra pois o valor do frete era alto? Se sim, você não está sozinho. Infelizmente, nem todo e-commerce consegue oferecer frete gratuito e, o acréscimo do valor desse serviço somado aos produtos do carrinho é um dos principais motivos para muitos clientes abandonarem as compras. Com serviços cada vez mais personalizados, disponibilizar novas opções de entrega é uma das melhores maneiras que muitos varejistas encontraram para impulsionar as vendas no e diminuir custos adicionais de transporte de mercadoria. Sendo assim, o crescimento do número de consumidores cl

Pontos de venda móveis são definitivos para aumento de vendas no varejo

PDV's com wi-fi rendem, em média, 24% a mais nas vendas. Foto: Divulgação. A implementação de pontos de venda (PDV) móveis, que utilizam rede Wi-Fi, rendeu um aumento médio de 24% nas vendas para os varejistas da América do Norte ao longo de 2017. Os números são de um levantamento realizado pela Stratix e pelo IHL Group, divulgados no portal eMarketer. A comparação é com os varejistas que não oferecem o check-out móvel. A maioria dos varejistas que não fazem uso dos pontos de venda móveis afirmou não ter suporte técnico suficiente para implementar o serviço. Ao longo de 2017, 34% dos varejistas implementaram a tecnologia, enquanto outros 31% afirmaram que planejam fazer isso nos próximos 12

Novas alternativas de receitas para o varejo

O rastreamento dentro da loja é um caso onde o varejo físico adota práticas tradicionais do virtual. Foto: Pixabay. A utilização dos dados já tem um papel importante no dia a dia das empresas, mas são poucas as que ativam essas informações de forma estratégica, gerando resultados práticos. Isso despertou a atenção de empresas dispostas a trabalhar e analisar os dados dos varejistas, em um formato de serviços, capturando dados e devolvendo informações. Em paralelo vemos o crescente mercado de compra e venda de dados e empresas especializadas em utilizar as informações extraídas dos varejistas na montagem de ações para testar novos produtos. As pioneiras foram as redes de supermercados, mas ma

As cinco tendências tecnológicas para o varejo

O que deve nortear o mercado no próximo ano. Foto: Divulgação. A Linx, empresa de tecnologia, indica quais serão as cinco principais tendências para o setor em 2018. Jean Klaumann, vice-presidente de Operações da companhia, listou o que deve nortear o mercado no próximo ano. 1 - Omnicanalidade ou omnichannel Hoje, é normal que as pessoas pesquisem pela internet e façam compras no varejo físico. O conceito consiste na convergência de todos os canais utilizados por uma empresa. As principais vantagens desta integração são redução de custos de frete, tempo de entrega, ganhos fiscais, maior conversão de vendas, geração de fluxo em loja, além de uma gestão de estoque mais inteligente. 2 - Reengaj

2017: o ano em que as transações por cartão superaram o dinheiro

2017 teve um aumento de 5,5% nas transações por cartão. Foto: Thinkstock. 2017 pode ter sido o primeiro ano em que o valor das transações por meio de cartões ultrapassou o valor de transações por meio de cédulas e moedas no mundo. A projeção, da consultoria Euromonitor, é que as transações via cartão subiram 5,5% e atingiram 23,3 trilhões, contra uma queda de 1% no valor por meio de cédulas, o suficiente para inverter a liderança. A tendência também está presente no Brasil: a projeção é que 2017 teve um aumento de 5,5% nas transações por cartão contra 4% de alta nas transações em dinheiro vivo. “A tendência da substituição dos pagamentos em dinheiro vivo por cartão, principalmente de débito,

Conheça os quatro Estados mais propícios para realizar investimentos em franquias

Alguns Estados têm grande potencial para ser explorado pelas redes de franquia em 2018. Foto: Creative Commons. O balanço, ainda não concluído, referente ao número de franquias criadas em 2017 deve registrar crescimento de 9%, segundo a Associação Brasileira do Franchising (ABF). Conheça quais os polos mais propícios a receber novos franqueados em 2018, ano apontado como o da recuperação econômica. A avaliação é da consultoria GSPP (Grupo Soares Pereira & Papera). Minas Gerais Minas Gerais, segundo a ABF, figura na quarta posição dos Estados brasileiros em números de redes de franquias e está em terceiro lugar em quantidade de unidades franqueadas, concentrando 8,4% do mercado. O diferencial

5 tendências para empreender no e-commerce em 2018

O início de um novo ano serve como estímulo para colocar em prática os planos de iniciar um novo negócio. O comércio eletrônico está cada vez mais em alta, mas, na hora de empreender, é fundamental escolher bem o setor em que se irá atuar, considerando não apenas a afinidade pessoal como o potencial de sucesso e crescimento. Muitas vezes a pessoa quer montar uma operação de e-commerce mas não tem nenhuma ideia de qual setor quer empreender, nem que tipo de produto quer vender. Nessa hora, sempre recomendo avaliar as tendências do mercado e apostar em produtos inovadores. Segundo o relatório Webshoppers 36 da Ebit, os setores de Moda e Acessórios, e Esporte e Lazer estão entre os que obtivera

Qual é a melhor tecnologia para o meu negócio?

Os BRM's são profissionais que integram o negócio e a tecnologia. Foto: iStock. “A tecnologia move o mundo”, já dizia Steve Jobs vendo sua empresa liderar o ranking das marcas mais valiosas do mundo. Há quem não concorde, mas a tecnologia é um organismo vivo na sociedade e todo pequeno (ou grande) avanço provocado por ela é um caminho sem volta. Quantas vezes você já se pegou pensando: “como eu conseguia viver sem isso?!”. Quando a gente descobre um novo recurso tecnológico e decide aplicar no dia a dia, geralmente pesquisamos sobre aquilo (ou alguém nos ensina) e está tudo certo. Mas agora me responda: você faz ideia de como é isso no mundo dos negócios? Já se perguntou como as empresas ade

Assistentes de voz vão revolucionar o varejo nos próximos três anos

Clientes que utilizarem assistentes de voz estarão dispostos a gastar 500% a mais do que atualmente. Foto: Creative Commons, Os assistentes de voz se tornarão a forma dominante de interação entre varejistas e consumidores nos próximos 3 anos. Pesquisa divulgada pelo Instituto de Transformação Digital da Capgemini, revela que, neste período, os clientes que utilizarem a tecnologia estarão dispostos a gastar 500% a mais do que atualmente com este modo de interação. Intitulado "Conversational Commerce: Why Consumers Are Embracing Voice Assistants in Their Lives," (em livre tradução, "Comércio Conversacional: por que os Consumidores Estão Inserindo Assistentes de Voz em Suas Vidas"), o estudo re

Varejo cresce mais do que o previsto com o Natal de 2017

As previsões indicam que o varejo teve um aumento de 5,6% em 2017. Foto: iStock Photo. Nem bem o Natal acabou, o mercado brasileiro já faz as contas sobre o quanto lucrou nas vendas de final de ano. E elas foram positivas: se em outubro a expectativa era crescer 4,3% em relação a 2016, as previsões indicam que o varejo teve um aumento de 5,6% em 2017 - um crescimento de 1,3 pontos porcentuais ao que se esperava, segundo a Serasa Experian. Já os dados do Spending Pulse, indicador do mercado mantido pela franquia Mastercard, indica um crescimento mais tímido: 4,5% em relação a 2016. Para a empresa, oOs setores que mais comemoraram a alta nas vendas foram os supermercados, com 2,9%, e vestuário

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Siga a AGV nas redes socias
  • Grey Facebook Icon
  • Instagram Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Blogger - Grey Circle
Venha nos Visitar

Rua Senhor dos Passos, 235 / 4º andar

Bairro Centro

Porto Alegre - RS - Brasil

Tel (51) 3017.8241

Cel (51)99860.0686

  • Grey Facebook Icon
  • Instagram Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Blogger - Grey Circle